Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia

Na década de 80, no Estado do Rio Grande do Norte começava o cultivo e a exploração da cultura melão em escala comercial, devido às condições de solo, clima e fitossanitárias serem propícias ao seu crescimento e desenvolvimento. Posteriormente, a melancia e outras fruteiras tropicais do semi-árido nordestino, começavam a ser também exploradas de maneira tecnificada para atender o mercado interno e externo. Esta expansão agrícola culminou na criação de dois grandes pólos agrícolas no estado do Rio Grande do Norte, Assu/Mossoró e Baraúnas para exportação dos produtos destas culturas.

Diante da demanda por profissionais capacitados para atuarem na expansão agrícola do estado e do nordeste brasileiro, a antiga Escola Superior de Agricultura de Mossoró – ESAM criou o primeiro Curso de Pós-Graduação stricto sensu na área de Ciências Agrárias, em Fitotecnia, ao nível de Mestrado, em junho de 1988 (Homologado pelo CNE, conforme Portaria No 2.878 de 24/08/2005) e o de Doutorado também em Fitotecnia em 23/06/2003 (Homologado pelo CNE, conforme Portaria No 1.919, de 03/06/2005), passando a se denominar, a partir de então, Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia, com os objetivos de qualificar e aperfeiçoar professores para o magistério superior e pesquisadores para atividades de investigação e desenvolvimento no semi-árido brasileiro, bem como, ampliar o conhecimento profissional de técnicos do setor e adaptar profissionais à nova realidade de mercado de trabalho. O Curso de Mestrado em Fitotecnia iniciou o seu funcionamento em março de 1989, nas dependências do Departamento Fitotecnia da ESAM e teve sua primeira dissertação defendida em 29/11/1990 sob o título “Efeito do controle de invasoras e de níveis de nitrogênio sobre o comportamento de milho irrigado”, pelo engenheiro agrônomo Nizomar Falcão Bezerra sob a orientação do DSc. Paulo Sérgio Lima e Silva, e o Curso de Doutorado iniciou o seu funcionamento em março de 2005 nas dependências do Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia da Universidade Federal Rural do Semi-Árido – UFERSA e teve sua primeira tese defendida em 20/02/2008 sob o título “Produção e qualidade de melancia fertirrigada com nitrogênio e potássio”, pela engenheira agrônoma Damiana Cleuma de Medeiros sob a orientação da DSc. Maria Zuleide de Negreiros.

Em junho/2008, o Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia iniciou o oferecimento de Estágio Pós-Doutoral no âmbito da UFERSA com a finalidade de permitir que o docente e/ou pesquisador possa desenvolver atividades conjuntas com seu(s) colega(s) ou grupo congênere na Instituição, das quais resulte produção inserida no seu contexto institucional de atuação ou que possibilite, na Instituição, a consolidação e atualização dos conhecimentos ou o eventual redirecionamento da linha de pesquisa do candidato.

Dois docentes do Programa (Francisco Bezerra Neto e José Francismar de Medeiros) tiveram seus projetos aprovados junto ao Edital MEC/CAPES e MCT/FINEP/CNPq nº 034/2007 – Programa Nacional de Pós-Doutorado – PNPD 2007, com inicio previsto do estágio pós-doutoral para julho de 2008.

14 de outubro de 2014. Visualizações: 1502. Última modificação: 16/10/2014 08:14:01